Google

YouTube lança o YouTube Gaming oficialmente

Anteriormente, o YouTube anunciou que estava entrando no mercado de jogos, com o seu próprio serviço de vídeo independente para competir diretamente com o atual Twitch. Agora, o YouTube Gaming, o serviço agora finalmente foi lançado. No entanto, está disponível apenas na versão web para o Brasil, e através de aplicativos móveis, como no iOS e Android para os EUA e Europa.

Em outras palavras, os usuários brasileiros (gamers) poderão entrar no site, mas encontrarão a plataforma em inglês. Já para os Estados Unidos e Inglaterra, a Google liberou aplicativos voltado ao sistema móvel: Android e iOS.

Na nova plataforma, cada game, distribuidora do game e Youtuber terão um canal temático com seus vídeos reunidos. Os usuários que se inscreverem em um determinado canal, receberão notificações todas as vezes que houver um novo vídeo ou estiver para começar uma transmissão, o que é perfeito, literalmente.

Além de desenvolver um espaço dedicado aos Gamers, a Google também vai oferecer diversas ferramentas produtivas aos produtores de conteúdo — muitas das quais estão sendo liberadas de forma gradual nos últimos dias. Para acessar o novo serviço, basta entrar no site oficial do YouTube Gaming para conferir as novidades.

Por falar nisso, em breve, teremos muitas novidades em nosso canal! Fiquem ligados! 🙂

Fonte: The Verge
Imagem: YouTube

Google
@tfxbrasil

Meu nome é Juan de Souza, tenho 17 anos de idade, sou o Fundador e CEO do TFX Startup, uma empresa com serviços e projetos inovadores, com o foco no Brasil e em outros países da América.

Veja também outras matérias relacionadas a Google:

Android N é revelado no Google I/O 2016

Juan de Souza18/05/2016

Google vale mais que todas empresas Brasileiras

Juan de Souza06/01/2016

Star Wars ganha um “easter egg” especial no Google

Juan de Souza25/11/2015

Veja alguns vídeos em 360 graus no YouTube

Juan de Souza14/11/2015

A fragmentação do Android é algo bom ou ruim?

Juan de Souza28/09/2015

Falha de segurança afeta 95% dos aparelhos Android

Juan de Souza28/07/2015