Cinema

Resenha: Peter Pan

Peter é um garoto de 12 anos que vive em um simples orfanato localizado em Londres, no período da Segunda Guerra Mundial. Contudo, em um determinado dia, ele e várias crianças são sequestradas por piratas em um navio voador, que logo é perseguido por caças do exército britânico. O novo filme, se baseia nos princípios já conhecidos da franquia. Porém, será que o filme cumpriu com o que foi prometido? Descubra!

Peter Pan Resenha do Filme 2015
Fonte da imagem: IMDb

O navio escapa e logo ruma para a Terra do Nunca, um lugar mágico e distante onde o capitão Barba Negra (Hugh Jackman) escraviza crianças e adultos para que encontrem pixum, uma pedra preciosa que concentra pó de fada. Em pleno garimpo, Peter conhece James Hook (Garrett Hedlund), que tem planos para fugir do local.

Sejamos honestos: quem nunca ao menos tenha ouvido sequer falar de Peter Pan? O menino que nunca cresce é uma lenda clássica dos filmes e histórias, além de ser um mito que todo adulto tem preso dentro do coração. Para aqueles nascidos nos anos 1990, a obra foi disseminada através da animação da Disney.

Durante o filme, constatamos que existe uma profecia sobre um garoto que pode voar e que eventualmente acabaria com o reinado de terror implantado pelo temido pirata. E, também ao longo do caminho, o jovem conhece e estabelece uma amizade com James Gancho, o qual, assim como Peter Pan, foi levado para Terra do Nunca.

Peter Pan Vale a Pena?
Fonte da imagem: IMDb

Em “Peter Pan”, somos apresentados a diversos conceitos muito rapidamente, sem necessariamente explorá-los. Uma solução conveniente teria sido diminuir um pouco o escopo da história, para que tudo fluísse ainda melhor, pois do jeito como o roteiro nos é apresentado fica a sensação de sempre estar “faltando algo” e que, houve uma certa obrigação de incluir o máximo possível de elementos familiares a história original.

De modo geral, as atuações são um tanto quanto exageradas, nos remetendo a mais uma peça teatral do que um filme propriamente dito. Contudo, isso não é necessariamente algo ruim, apenas uma opção do diretor e até funciona bem, principalmente para Hugh Jackman, claramente se divertindo. O problema é que nem todos parecem estar assim tão confortáveis neste estilo de direção.

A trilha sonora é impecável e alguns efeitos visuais belíssimos ajudam a encobrir as falhas no roteiro. Porém, no final das contas, esta tentativa de dar uma origem a Peter Pan é apenas mediana e, ao contrário da clássica história, não permeará as memórias de ninguém. Fica a impressão de uma excelente oportunidade perdida, transformada apenas em um bom filme.

Nossa Opinião
  • Roteiro - 8/10
    8/10
  • Elenco - 9/10
    9/10
  • Direção - 7.5/10
    7.5/10
  • Entretenimento - 8.5/10
    8.5/10

Conclusão

O filme deixa a desejar em diversos aspectos iniciais. Porém, o mérito fica para a trilha sonora e os efeitos visuais, que mostram nitidamente o grau de perfeição. Contudo, isso não é o suficiente, ainda mais para um filme que prometida ser "marcante", o que não ocorreu de fato. Fica a impressão de uma excelente oportunidade perdida, transformada apenas em um bom filme. De maneira geral, o filme é bom, mas, poderia ser melhor.

6.6/10

E você, o que acha de “Peter Pan”? Compartilhe a sua opinião conosco!

Imagem: MTV

Cinema
@tfxbrasil

Meu nome é Juan de Souza, tenho 17 anos de idade, sou o Fundador e CEO do TFX Startup, uma empresa com serviços e projetos inovadores, com o foco no Brasil e em outros países da América.

Veja também outras matérias relacionadas a Cinema:

Crítica: Moana

Juan de Souza06/01/2017

Crítica: Rogue One – Uma História Star Wars

Juan de Souza17/12/2016

Curiosidade: As cenas reutilizadas da Disney

Juan de Souza18/10/2016

Crítica: Meu Amigo, o Dragão

Juan de Souza02/10/2016

Filmes que todo empreendedor deveria assistir no Netflix

Juan de Souza14/08/2016

Crítica: Esquadrão Suicida

Juan de Souza05/08/2016