Cinema

Crítica: As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras

As Tartarugas Ninja” estão de volta, para quem quiser ver, é claro. Dessa vez, com a sequência “Fora das Sombras“, o filme traz mais uma história de parceiros que precisam aceitar suas enormes diferenças para agir como uma autêntica equipe; mais uma história de mutantes que têm a chance de se tornarem humanos; e mais um vilão que quer destruir todo o mundo, atravessando um portal no céu da cidade de Nova York.

Resenha As Tartarugas Ninja 2 Crítica
Imagem/Reprodução: IMDb

A questão é: se todo esse Déjà-vu não for suficiente para afastar o público, então “As Tartarugas Ninja” será um grande sucesso. Apesar de repetir diversas fórmulas, o longa traz uma identificação muito maior com a produção original do que o anterior. Em diversos aspectos o filme é mais infantil – nas piadas inocentes, na empolgação dos heróis com seus gadgets tecnológicos e na ingenuidade dos vilões – e, como talvez os fãs tenham sentido falta no primeiro filme, este deixa de lado o realismo para se permitir abraçar a fantasia, assumindo como antagonista o mais bizarro dos inimigos das tartarugas: o cérebro alienígena gigante chamado “Krang“.

As Tartarugas Ninja 2 Crítica
Imagem/Reprodução: IMDb

O filme traz alguns personagens novos, como, por exemplo: “Casey Jones”, o policial que gosta de combater o crime com uma máscara de Hockey; e os capangas “Bebop e Rocksteady“, presidiários transformados num javali e em um rinoceronte. Ainda assim, temos “April O’Neil“, interpretada por Megan Fox, se revezando entre ser a personagem inteligente e ser a personagem que corre de um lado para o outro.

Crítica As Tartarugas Ninja Fora das Sombras
Imagem/Reprodução: IMDb

O que prejudica o filme é a trilha sonora. Genérica e “heróica” demais, ela poderia se encaixar em um “Vingadores” ou um “Transformers” da vida, mas não combina com a alma jovem de “Tartarugas Ninja”. Mais adequada seria uma trilha musical moderna e criativa, rica em Pop e Hip Hop, como no clássico de 1990.

Nossa Opinião
  • Enredo - 8.6/10
    8.6/10
  • Elenco - 8.2/10
    8.2/10
  • Direção - 6.8/10
    6.8/10
  • Trilha Sonora - 6.1/10
    6.1/10

Conclusão

"As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras" é, sem dúvidas, melhor do que o primeiro em diversos sentidos, o que é um bom sinal de evolução. Algumas cenas de Ação e Comédia são divertidas, mas essa ainda é uma franquia voltada para os fãs dos personagens e deve deixar muitos espectadores desavisados perdidos, literalmente.

Contudo, ver que a produção conseguiu sanar erros da franquia anterior e se aproximar do tom do desenho clássico é uma excelente notícia, dando esperanças de vermos algo realmente excepcional no futuro. Ainda assim, é válido lembrar que esse filme tem mais chance de conquistar o público infantojuvenil e agradar aos fãs mais tradicionais.

7.4/10

Imagem: IMDb

Cinema
@tfxbrasil

Meu nome é Juan de Souza, tenho 17 anos de idade, sou o Fundador e CEO do TFX Startup, uma empresa com serviços e projetos inovadores, com o foco no Brasil e em outros países da América.

Veja também outras matérias relacionadas a Cinema:

Crítica: Moana

Juan de Souza06/01/2017

Crítica: Rogue One – Uma História Star Wars

Juan de Souza17/12/2016

Curiosidade: As cenas reutilizadas da Disney

Juan de Souza18/10/2016

Crítica: Meu Amigo, o Dragão

Juan de Souza02/10/2016

Filmes que todo empreendedor deveria assistir no Netflix

Juan de Souza14/08/2016

Crítica: Esquadrão Suicida

Juan de Souza05/08/2016