Games

Review: Overwatch

Overwatch” é o mais novo game da grandiosa Blizzard, empresa popularmente conhecida por produzir jogos do gênero RPG e estratégia. A aposta no popular gênero FPS deu certo, trazendo um título simples de se jogar e eficiente nos quesitos técnicos para o PlayStation 4, Xbox One e PC. Confira a nossa análise completa!

Overwatch Análise em Português
Imagem/Reprodução: TechnoBuffalo

Inicialmente, o game traz inúmeras partidas multiplayers, com dois times e seis personagens cada. Os objetivos em cada partida variam desde proteger uma carga até o seu ponto de destino, até tomar e defender determinados pontos do cenário, como o famoso modo “Capture a Bandeira” – muito comum entre os games FPS.

Esses objetivos claros e simples fazem com que o game seja atraente até mesmo para aqueles que não estão familiarizado. Primeiro por não seguir o mata-mata, onde vence quem abater mais oponentes, depois por criar uma dinâmica onde é preciso decidir – sozinho ou com o seu time – qual tarefa requer maior relevância dentro do combate.

Review Overwatch Análise
Imagem/Reprodução: TechnoBuffalo

Outro aspecto interessante do game é a sua incrível mecânica de habilidades. Graças a ela, é possível elaborar infinitas estratégias dentro de uma partida. Tudo isso de uma forma bem balanceada em que dificilmente um personagem leva vantagem em cima de outro, se tornando bem.

Esse balanceamento merece destaque, já que em “Overwatch” você consegue fazer com que cada um dos 21 personagens tenha vantagens e desvantagens que equilibrem as partidas, fazendo com que a habilidade do jogador seja a grande arma para conquistar os objetivos.

Análise PT-BR Overwatch
Imagem/Reprodução: TechnoBuffalo

Em aspectos visuais, a Blizzard optou por criar um ambiente agradável, que se encaixa com a proposta, e não opta por uma busca incansável pelo realismo. Em outras palavras, em vez de cenários e personagens bem similares ao que vemos em nosso cotidiano, há heróis e vilões com uma pegada mais “cartunesca”.

Ainda assim, há referências ao mundo real a todo momento. Seja em levels que se passam em Hollywood, México, Grécia e Japão, até personagens que se parecem com figuras reais, como, por exemplo: Soldado 76, Tracer e Hanzo. Claro que tudo isso vem com uma boa dose de humor, como costuma acontecer nas animações de cinema.

Infelizmente, mesmo em 2016, ainda convivemos com problemas em relação a dublagem dos games. Há games que ao invés de agradar com diálogos em nosso idioma, acabam afastando o player por conta de um processo mal realizado ou com a presença de profissionais que não estão acostumados com este tipo de trabalho.

“Overwatch” consegue ser eficiente no que diz respeito a esse problema constante. Embora o game não conte com longos diálogos, as poucas falas foram produzidas em cima dos principais nomes da dublagem no país. O resultado disso é um trabalho que encanta e e garante uma boa integração.

Nossa Opinião
  • Gráficos - 10/10
    10/10
  • Jogabilidade - 9.5/10
    9.5/10
  • Multiplayer - 9.3/10
    9.3/10
  • Dublagem - 9.1/10
    9.1/10
  • Trilha Sonora - 9.1/10
    9.1/10

Conclusão

"Overwatch" surpreende e chega para fazer diferença. Com uma jogabilidade cativante, um visual que encanta e mecânicas que tornam o game único, o título não só chega para fazer frente com games consagrados, mas para se tornar uma referência entre os FPS. Pode ser considerado como "obrigatório" para todos os gamers fãs de FPS.

9.4/10

Imagem: Overwatch

Games
@tfxbrasil

Meu nome é Juan de Souza, tenho 17 anos de idade, sou o Fundador e CEO do TFX Startup, uma empresa com serviços e projetos inovadores, com o foco no Brasil e em outros países da América.

Veja também outras matérias relacionadas a Games:

Review: Carros 3: Correndo para Vencer

Juan de Souza22/06/2017

Os 8 bugs mais esquisitos da história dos games

Juan de Souza12/06/2017

Os maiores clássicos do Super Nintendo

Juan de Souza01/06/2017

The Legend of Zelda: veja as curiosidades

Juan de Souza19/05/2017

Nostalgia: Nintendo 64

Juan de Souza12/05/2017

Review: Slime Rancher

Juan de Souza08/05/2017