Review: Call of Duty WWII - TFX
Games

Review: Call of Duty WWII

Olha quem está de volta: Call of Duty, ou para os mais chegados a franquia “COD“, não deixou de ter qualidade. Para muitos, o game vinha se moldando à realidade atual onde os jogos de FPS futuristas viraram “moda”, porém um tanto quanto repetitivo. Desde Titanfall que os jogos de tiro com mecânicas diferentes, com robôs e jetpacks, tomaram conta do mercado. Com Call of Duty não foi diferente e vimos diversas ideias colocadas em prática pela Activision dentro dos três estúdios que trabalham com a franquia, algumas de forma demasiada com DLCs e Season Pass. Absolutamente todos eles fizeram um jogo futurista nos últimos 4 anos.

Review Call of Duty WWII Análise em Português
Imagem/Reprodução: Activision

A verdade é que Call of Duty vinha cansando os players a cada ano que se passava. Todavia, a franquia ainda é um ponto fora da curva, carregada pelos fãs. A qualidade do passado fez com que a falta de melhores games atualmente fosse “perdoada” por alguns, desde que um novo game levasse a franquia diretamente ao ponto onde ela fez seu nome um dia bem distante.

Pois bem, chegou a hora de COD, que um dia influenciou o mercado no passado, ser influenciado por outro título? Talvez o anúncio e também a existência definitiva de Battlefield 1 tenha mostrado a necessidade de criar um Call of Duty de raiz, voltando às origens. Mas sinceramente, após jogar os primeiros 30 minutos do modo campanha de Call of Duty WWII é possível dizer dizer facilmente que a Sledgehammer e a Activision já tinham essa visão de retornar ao passado. E essa escolha, quase uma necessidade, foi totalmente acertada.

Review PlayStation 4 Call of Duty WWII Análise em Português
Imagem/Reprodução: Activision

Em COD WWII voltamos definitivamente à década de 1940, em meio a maior guerra de todas. A Alemanha mais uma vez coloca o terror no mundo, enquanto os países aliados, como Estados Unidos, França e Império Britânico tentam tomar seus territórios de volta. Os personagens do game tentam sobreviver em meio aquele caos. É nítido em seus olhares que eles estão assustados. A morte mora em qualquer esquina, qualquer troca de tiros, na próxima missão.

O novo game da Activision deixa de lado o heroísmo dos Soaps, Ghosts e Prices pra trazer a humanidade de Zussman, Pierson, Daniels, Turner e muitos outros personagens. A 2ª Guerra Mundial é tratada com exatidão, mas também possuem muita poesia envolvida. Como a humanidade unida para combater um mal em comum, que eram os Alemães. No entanto, COD WWII “mescla” muito bem estes elementos, mostrando principalmente que a Guerra não é nada bonita. Não é fácil estar na pele daqueles soldados.

Review PlayStation 4 Call of Duty WWII Análise em Português
Imagem/Reprodução: Activision

Ainda assim, durante anos a franquia Call of Duty foi conhecido por sua boa jogabilidade. Com o passar dos anos, a recuperação automática da energia do personagem também passou a facilitar as ações primárias e sequenciais. Antes precisávamos utilizar os antigos kits de medicamentos, mas nos diversos jogos que vieram desde Modern Warfare, podemos apenas esperar tranquilamente em um canto que nosso personagem se recuperava de boa. Morrer em COD era algo até anormal, a não ser que o jogador escolha uma dificuldade maior, onde existem mais inimigos.

Contudo, em Call of Duty WWII voltamos à clássica época dos kits de medicamentos e isso é muito bom para dinâmica geral do COD. Podemos encontrar estes itens de recuperação espalhados pelo cenário. No entanto, como aqui alguns soldados possuem itens específicos consigo, Zussman pode te ajudar com mais kits de medicamentos. Basta pedir para ele, desde que esta habilidade tenha sido carregada. E somente Zussman pode fazer isso, enquanto outros companheiros possuem munição, granadas e afins. Caso Zussman não esteja na missão, ninguém vai te ajudar, sendo necessário encontrar os kits de medicamentos por todo o caminho.

Review PlayStation 4 Call of Duty WWII Análise em Português
Imagem/Reprodução: Activision

Para realizar essa análise, o COD WWII foi jogado utilizando o PlayStation 4. Nele, foi possível perceber que a mira possui um nível de assistência parecido com o de Destiny. Ao apertar para mirar mais próximo com L2/LT, o inimigo já deve estar na altura de tomar uns bons tiros. A assistência facilita um pouco a vida do player, mas não ao ponto de se tornar algo desleal ou incoerente. Neste quesito, COD WWII mantém a tradição de um jogo divertidíssimo de se jogar.

Galeria de Imagens [Especial]

Nossa Opinião
  • Gráficos - 9.7/10
    9.7/10
  • Interface - 9.0/10
    9.0/10
  • Jogabilidade - 9.8/10
    9.8/10
  • Funcionalidades - 9.0/10
    9.0/10
  • Diversão do Jogador - 10/10
    10/10

Conclusão

"Call of Duty WWII" é realmente o retorno da franquia da Activision que todos os fãs e entusiastas esperavam há anos. É um verdadeiro game sem muitos bugs e direto ao ponto, com a proposta de tentar agradar à todos. Quem gosta de uma boa campanha tem um ótimo pacote nas mãos. Quem gosta de Multiplayer, tem várias modalidades e zumbis (é claro) para atirar à vontade. Divertido, bonito e muito bom de jogar, COD WWII é obrigatório para os fãs e uma ótima forma de voltar a joga a franquia.

9.5/10

Imagem: Activision

Games
@juanofsouza

Tenho 19 anos, Fundador & CEO do TFX Startup International, uma empresa com produtos, serviços e projetos inovadores. Meu primeiro empreendimento foi aos 10 anos utilizando conexão dial-up (discada).

Veja também outras matérias relacionadas a Games:

Xbox Game Pass é repaginado completamente. Confira!

Juan de Souza01/08/2018

Vale a pena jogar o No Man’s Sky Next?

Juan de Souza29/07/2018

O que achamos do Nintendo Switch? Vale a pena?

Juan de Souza19/07/2018

Curiosidades em Crash Bandicoot que você não sabia!

Juan de Souza02/07/2018

Curiosidades em Uncharted que talvez não tenha visto!

Juan de Souza06/06/2018

Review: Super Lucky’s Tale

Juan de Souza25/01/2018